Onde vamos parar? Com 50 anos de idade Kombi passará por recall

Parece piada pronta, mas infelizmente é verdade. A Volkswagen conseguiu fabricar uma peça errada mesmo o carro estando em linha há mais de 50 anos. Impressionante. E o pior, o erro foi tão grave que o motorista corre o risco de vida. Por isso, a VW está convocando os proprietários de Kombi a comparecer em uma concessionária para fazer um recall.

A partir de 23 de novembro será necessário agendar uma inspeção na revenda e fazer a instalação de um suporte no sistema de escapamento.

Segundo o comunicado, a Volkswagen constatou em algumas unidades a possibilidade do surgimento de trincas no sistema de escapamento. A utilização nessa condição pode causar a quebra do componente, provocando forte ruido.A insistência do uso nessa situação, em casos extremos, pode causar incêndio no compartimento do motor. Que absurdo!

Esta campanha abrange cerca de 49.000 unidades do modelo no Brasil. O problema atinge os modelos fabricados a partir de 2009. Para maiores informações: telefone 0800 019 8866 ou pelo site – www.vw.com.br

Anúncios

Onde vamos parar, nem a Ferrari está livre de ter que fazer um recall

Meu Deus, o mundo vai acabar. Parece que até uma moda, nenhuma fabricante quer ficar de fora dos recalls
Agora é a Ferrari que terá que fazer um recall por causa de casos de incêndio em alguns modelos 458 Ferrari.
Todas as 458 Itália terão que voltar para as concessionárias para serem checadas.
O problema estaria na cola usada nos arcos de roda, que em altas temperaturas pegava fogo incêndiando o esportivo.
A Ferrari diz que o defeito é raro, e que das 1.200 unidades já entregues da 458 apenas alguns se incendiaram.

A parte boa da história é que todos os donos de Ferrari que tiveram prejuízos receberão uma nova em casa.
A minha, por exemplo, queimou e só tenho as cinzas para provar. Será que serve?

Nada menos que todos os Chevrolet Agile terão que passar por recall

É isso mesmo, a grande aposta da Chevrolet nos últimos anos saiu de fábrica com defeito. Agora, todos os proprietários de Agile no Brasil terão que levar o seu carro até uma concessionária da marca para que seja arrumado.

De acordo com o comunicado da marca será preciso fazer a substituição da mangueira de alimentação de combustível. Segundo a Chevrolet por conta de problemas no processo de produção, podem surgir fissuras na camada interna da mangueira, gerando o vazamento de combustível e o risco de incêndio no compartimento do motor.

Os chassis envolvidos dos modelos 2010 vão de AR1000003 a AR191692. Já nos modelos 2011 a numeração vai de BR1000008 a BR143441.Os proprietários do modelo devem entrar em contato com a rede de concessionárias da Chevrolet a partir da próxima segunda-feira (30) para agendar o reparo, que poderá ser feito a partir do próximo dia 13.

Pata mais informações e o agendamento, a Chevrolet disponibiliza o telefone 0800 702 4200 ou o seu site.

Recall: Desta vez é com o Peugeot 207

É brincadeira como se vende carros feitos de papel. É só molhar que eles estragam. Ou melhor, são obrigados a fazer um recall. A última foi a Peugeot que anunciou a necessidade de fazer alterações no modelo 207 na versão hatch e Station Wagon ano/modelo 2009.

Os donos destes carros terão que compareçam a uma revenda da montadora para verificar e regular, se necessário, o alinhamento da direção e o reaperto das contraporcas dos terminais de direção.

Ao todo são 13 unidades dos modelos que podem apresentar desgaste não uniforme dos pneus, barulhos na suspensão dianteira, e eventualmente, pode ocorrer a a perda do controle direcional do automóvel. Ai já viu, é acidente na certa.

Os chassis dos veículos envolvidos estão no seguinte intervalo: 9B017010 e 9B018904. Os proprietários dessas unidades também estão sendo comunicados via correspondência direta. Dúvidas podem ser tiradas pelo telefone 0800 703 24 24.

Recall do dia: Mitsubishi L200 Triton

A Mitsubishi anunciou hoje o mais novo recall do ano. Se trata da picape L200 Triton. A partir de amanhã, os modelos produzidos entre 2007 e 2009 na fábrica goiana de Catalão com número de chassis 00001 a 15347 (em ordem não sequencial) devem retornar de volta às concessionárias para reparar um defeito na suspensão dianteira.

Isso porque os parafusos que sustentam o pino articulado do braço superior da suspensão dianteira podem afrouxar, provocando ruídos metálicos e até a perda da dirigibilidade que, em casos extremos, pode provocar acidentes. O reparo consiste na substituição do braço da suspensão.

Para maiores informações estão sendo disponibilizados o telefone 0800 702 0404 e o site (www.mitsubishimotors.com.br).

Mais um recall. Agora do Ford Ka

E a vergonha continua. A Ford do Brasil anuciou ontem a realização de uma recall envolvendo a nova geração do compacto Ka.

Cerca de 166.460 unidades produzidas entre 2008 e 31 de janeiro de 2010 (as deste ano com chassi até o número AB203702) estão sendo convocadas a retornarem de volta às revendas oficiais da marca a partir da próxima segunda-feira (24) para inspeção e modificação na fixação do chicote elétrico.

É que, segundo anunciado, o desgaste do chicote pode prejudicar o isolamento dos fios e causar pane em diversos equipamentos (faróis, setas, limpadores de para-brisas).

Assim, em casos mais graves, pode haver curto-circuito e consequente incêndio. Para maiores informações está sendo disponibilizado o telefone 0800 703 3673.

Começa segunda fase do recall do Corolla

Toyota começou hoje a segunda etapa do recall do sedã Corolla para verificar possível falhas na fixação que podem interferir no pedal do acelerador.

A primeira fase teve início no dia 03 e consistiu na verificação da instalação dos tapetes originais do modelo.

A segunda parte da campanha conta com a colocação de etiquetas de segurança nos tapetes e da entrega de um encarte especial do manual do proprietério relatando qual o processso correto de utilização do acessório.

Ao todo, estão envolvidas 107 mil unidades do Corolla da nova geração, produzidos desde abril de 2008 e nas versões XLi, GLi, XEi, SE-G e Altis.

De toda forma a Toyota reafirma que o Corolla produzido no Brasil não possui qualquer vício ou defeito que possa colocar em risco a saúde e segurança dos consumidores, além das razões relacionadas ao tapete do motorista.

Para mais informações, são disponibilizados o Serviço de Atendimento ao Cliente 0800 703 02 06 ou o site da Toyota.

%d blogueiros gostam disto: