VW não diz, mas EOS não é mais vendido no país (por enquanto)

É sempre assim. Quando a montadora vai lançar o carro no Brasil faz questão de fazer barulho, convida os jornalistas para festas de apresentação, solta um monte de propaganda na mídia, enfim faz um estardalhaço em torno de seu carro. Todas fazem isso.

Porém, na hora de descontinuar as vendas do modelo todas se fazem de desentendidas. Algumas até negam, como fez a Chevrolet com o Omega (mesmo o carro estando fora do mercado por mais de um ano, a marca negava que não vendia mais o sedã). Agora é a vez da Volkswagen deixar de vender no país o belo EOS.

O carro não é oferecido mais no site da marca e nas concessionárias não dá as caras há um bom tempo. O EOS começou a ser vendido no país em 2009 e agora já foi retirado do mercado, com pouco mais de um ano. Pena para quem comprou o carro.

O motivo é a restilização do modelo ocorrida recentemente na Alemanha. O carro ganhou a nova indentidade da Volkswagen. Para muitos ele perdeu o charme e agora se parece um Golf Cabriolet.

Para quem gosta do EOS, saiba que o carro deverá voltar ao país no segundo semestre. Até lá é correr por descontos de fim de estoque nas concessionárias da marca.

Pagani revela a sua nova supermáquina, o Huayra

Foram quase 12 anos de uma vida repleta de elegância e esportividade. Porém, chegou a hora da brisa que percorre os Andes Argentinos, ou Zonda como é chamada, se aposentar. Foram pouco mais de uma centena exemplares fabricados pela Pagani.

Agora, o vento que sopra pela fabricante de superesportivos vem dos Andes Peruanos e atende pelo nome de Huayra. Este é o início da vida de mais um superesportivo que, como o anterior, deverá ter vida longa e muitos seguidores.

As formas do cupê foram apresentados na noite de ontem, porém o carro deverá ser lançado na abertura do Salão de Genebra, no próximo dia primeiro de março.

Talvez para não errar a mão, a Pagani resolveu manter as formas do novo superesportivo muito semelhantes as que haviam se consagrado no Zonda. Assim, podemos enxergar uma dianteira em forma de sete apontando para o chão e uma traseira volumosa.

A traseira foi desenhada para esconder um poderoso V12 6.0 litros biturbo AMG capaz de entregar nada menos que 700 cavalos de potência e brutais 102 kgfm de torque.

Segundo o fabricante, o novo modelo mede 4,60 metros de comprimento, 2,79 m de distância entre-eixos, 2,03 m de largura e 1,16 m de altura. O peso do carro é de 1.350 quilos, distribuídos na proporção de 44%, sobre o eixo dianteiro, e 56%, atrás.

O conjunto inclui ainda um câmbio automatizado de sete marchas e embreagem dupla capaz de fazer com que o cupê supere os 370 km/h. Melhor que qualquer Ferrari existente atualmente.

No interior muito charme e elegância em um refinamento dígno dos melhores carros do planeta.

Uma especial atenção vai para a tela de LCD que fica instalada no console central. Ela contrasta com o restante do interior. Porém, é fruto dos tempos modernos.

Quer ver mais? Confira as imagens abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Honda lança o Fit DX, o mais depenado e barato dos Fit (mas ainda bem caro)

Sabe como fazer um carro pelado, completamente espartano, que não vem nem com rádio ou rodas de liga, um motor 1.4 e mesmo assim cobrar mais de R$ 50 mil? Não? Então você precisa fazer umas aulas com a Honda. Ela acaba de lançar o Fit DX, versão mais depenada de seu monovolume, por R$ 51.805 (com câmbio manual) ou R$ 55.805, no câmbio automático.

Estou ficando louco ou é muita grana. Os admiradores de plantão já vão começar me xingar. Mas é um puta carro, atual, enorme por dentro, inteligente… blá, blá, blá. O carro é caro demais. Independente se é um puta carro.

Cobrar este preço por um carro que chega com rodas de aço e calota e sem rádio e alto-falantes (traz apenas preparação para os dois itens) é muita grana. Pelo menos o carro trás ar-condicionado e o duplo air-bag. Ei Honda trate com mais respeito o consumidor brasileiro.

Hyundai i40 dá as caras

Foto acima mostra o novo Hyundai i40 camufaldo. Carro chegará em março

A Hyundai finaliza os últimos testes para o lançamento do i40, que deverá acontecer no próximo Salão de Genebra, que acontecerá em março.

No flagrante mais recente foi possível observar o interior do modelo, que será um misto de perua e minivan.

A maior diferença do carro provavelmente estará no seu interior, que será novo na comparação com outros carros da marca, inclusive o renovado Sonata. Repare no console central vazado na parte de trás, no melhor estilo dos Volvo.

Para variar, o carro coreano deverá chegar recheado de equipamentos e um preço competitivo (pelo menos na sua classe). Ainda não há planos da Hyundai trazer o carro para o Brasil.

Modelo que vai suceder a Ferrari 612 Scaglietti dá as caras

Ainda parece um mostro, mas será o próximo esportivo da Ferrari (Fotos: Autoblog.com)

Quem olhar a foto acima rapidamente vai pensar que se trata de um furgão ou algo parecido, mas na verdade será o próximo superesportivo da Ferrari. O sucessor da 612 Scaglietti.

O carro já roda em testes adiantados no extremo frio europeu. Desta vez as fotos foram feitas na Suécia, onde as temperaturas ultrapassam os dez graus negativos.

O carro estava bem coberto, mas dá para tirar algumas conclusões. A dianteira, por exemplo trazia um farol semelhante ao lançado pela 458 Itália, porém com um bocão. Pode ser apenas camuflagem, vai saber.

O motor também ficará na parte da frente, assim como ocorre com atualmente com a 612 Scaglietti. Falasse que o esportivo teráum 6.3 V12 com 670 cavalos capazes de levá-lo de 0 a 100 km/h em apenas 3,7 segundos.

INTERIOR: Desta vez foi possível ver o interior do carro. Pode ser que não seja o definitivo, já que se pareceu muito com a Ferrari Califórnia, modelo de entrada da marca. Acredito que seja possível esperar algo mais luxuoso. Vamos ver.

Veloster: depois de copiar carros, agora Hyundai quer lançar moda

Assim como acontece com as fabricantes chinesas, as montadoras coreanas nasceram copiando modelos mais conhecidos da indústria japonesa. Com o tempo veio a evolução. A Hyundai já é respeitada até no mercado americano (onde não para de ampliar as suas vendas).

Agora, é a vez da marca Hyundai lançar moda. Ela escolheu o seu novo esportivo, o Veloster para fazer uma estreia inusitada. A do esportivo de três portas (mais o portamalas). É isso mesmo, de um lado (direito) são duas portas, para os bancos dianteiros e traseiros, do outro somente o motorista.

Repare que do lado direito existe apenas a porta da frente, para o motorista

Para deixar o desenho harmonioso (se é que isso foi possível) o puxador da segunda porta do lado direito foi colocado mais para cima, quase na coluna traseira.

Muitos vão achar a novidade bastante estranha (como nós), mas com certeza vai ser mais confortável. Vale destacar também a ousadia da marca em criar um esportivo com este jeitão.

O motor do Veloster será um 1.6 e mais para frente o carro receberá uma segunda variação com motor mais potente e 200 cavalos. Resta saber do que será a vida do Genesis Coupé.

Confira o esportivo em ação:

Conheça tudo sobre o mini-SLS, ou o novo Mercedes-Benz SLK 2011

Por enquanto o mini SLS AMG terá três versões. A mais potente com um V6 de 304cv

Depois de muitos flagras eis com vocês o novo Mercedes- Benz SLK, que pode muito bem ser chamado de baby SLS AMG, já que tem muitos elementos do irmão maior (e muito mais caro).

O carro foi apresentado oficialmente no Salão de Automóveis de Detroit, que este ano voltou repleto de novidades.

O desenho adota o novo estilo da marca da estrela, já presente no SLS e mais recentemente no novo CLS (que ganhou versão AMG também em Detroit). Com isso, os faróis dianteiros lembram bumerangues e o vinco no capô (que também espichou) ficou mais pronunciado.

Um dos pontos altos do novo esportivo está no teto que vem com um recurso chamado “Madic Sky”, ou teto mágico, que é feito em cristal e pode trocar de opacidade.

Ou seja, fica mais escuro se estiver em um dia com sol muito forte ou mais claro, se o motorista preferir, em um dia de chuva.

O leitor mais atento vai reparar também em um sistema instalado atrás dos arcos de segurança no encosto dos bancos. Eles permitem que os cabelos dos ocupantes não fiquem embaralhados, mesmo com o teto aberto. Pura tecnologia.

De início serão oferecidos três opções de SLK. São eles.

SLK200- Vem equipado com um motor 1.8 turbo de 184 cavalos, que pode vir opcionalmente com um caixa automática de sete velocidades. O consumo, segundo a marca, é de exelentes 16 km/l. De 0 a100km/h em 7,1 segundos e máxima de 237 km/h.

SLK 250- É o mesmo motor 1.8 turbo da versão 200, mas com potência elevada para 204 cavalos. Com isso, a aceleração de 0 a 100 km/h baixou para 6,6 segundos e a velocidade máxima aumentou para bons 243 km/h.

Já a última versão será a a SLK 350 com um propulsor V6 com injeção direta de gasolina e 304 cavalos de potência. A aceleração no 0 a 100 km/h será feita em apenas 5,6s enquanto a velocidade máxima ficará limitada a 250km/h.

Como já é de praxe na marca podemos esperar para os próximos meses uma variação AMG, como já existia na geração vendida atualmente. Ou seja, um pequeno foguete.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: