Confira os superesportivos que você não pode deixar de ver no Salão

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Blogcarro

Anúncios

Audi quer aumentar vendas e lança o A1 por R$ 89.700

Desde o ano passado a Audi tem se mostrado muito mais agressiva em sua política de vendas no país. Agora, a marca lança no país o seu carro de apelo mais popular (se é que dá para usar popular para Audi), o A1.

O carro, que foi apresentado recentemente na Europa, virá para o país custando a partir de R$ 89.700. Um valor bastante salgado se for olhada a concorrência, mas no caso da Audi será o seu carro mais barato.

Assim como acontece na Europa, no Brasil o A1 deverá brigar diretamente nas vendas com os Mini Cooper. Este é o foco da Audi. Inicialmente será vendida apenas uma versão de acabamento do modelo, equipada com o propulsor 1.4l TFSI de 122 cavalos de potência e câmbio automático S-Tronic de sete velocidades.

Com 3,95 metros de comprimento, o A1 é um pouco maior que o Mini Cooper e bem mais curto que o irmão mais velho A3, que mede longos 4,70 metros. Em se tratando de altura, mais vantagem para o modelo alemão, com 1,74 metros (contra 1,70 do compacto inglês).

O Audi ganha novamente do Mini no tamanho do porta-malas, esbanjando bons 267l contra fracos 160l do Cooper. Finalizando o duelo de dimensões, ambos os modelos empatam no quesito entre-eixos, o mais importante para definir o espaço interno do veículo: são 2,47 m.

Suzuki quer abrir fábrica no Brasil em 2012 para fazer o Jimny. Será?

Essa notícia pegou o pessoal do blog de surpresa. É até dificil de acreditar que seja verdade. Em todo caso, o grupo Souza Ramos, representante da Suzuki no Brasil, afirmou no Salão do Automóvel de São Paulo que pretende abrir uma fábrica no Brasil em 2012.

Porém não há nada definido. Não há uma cidade escolhida, uma planta, um projeto, o valor que será gasto, … enfim, nada. Somente a afirmação acima. O grupo vai além e fala em uma fábrica capaz de produzir já em 2012 3.000 unidades do Jimny, seu menor jipe. Atualmente são vendidos no país o jipinho Jimny, o Grand Vitara e o SX4.

Vale lembrar que na década de 90 a Suzuki tinha vendas razoáveis no Brasil, mas resolveu de uma hora para outra abandonar o país deixando um monte de compradores órfãos.

SsangYong traz ao país o novo Korando por R$ 90 mil

A SsangYoung já está no Brasil há algum tempo. Porém, ao contrário de suas conterrâneas Kia e Hyundai não conseguiu decolar nas vendas. Talvez por conta do desenho exótico dos seus carros. Que para nós do Blog tem cara de bode.

Agora a marca traz para o Brasil a nova geração do Korando C, crossover recentemente apresentado lá fora que estabelece uma nova fase para o fabricante. O SUV chegará em março em duas versões a diesel e uma a gasolina.

A representante da marca, a Districar, espera vender em 2011 10.000 unidades do Korando C. A versão de entrada com motor a diesel custará R$ 90.000, chegando aos R$ 105.000 com todos os opcionais.

Dodge Grand Caravan 2011 chega com novidades. Mas só no exterior

Enquanto a Chrysler traz para o Salão de São Paulo a versão 2010 da sua Town & Country, a Dodge (marca irmã) apresenta no exterior a versão 2011 da Grand Caravan fora do país. O detalhe é que o carro foi remodelado o que deixa o modelo do salão ultrapassado.

As principais mudanças aconteceram na dianteira, com a adoção de novos para-choques e alterações na grade frontal, traseira, com novo conjunto óptico na lanterna, e principalmente no interior, onde boa parte dos comandos é novo.

Então fica a pergunta: Porque não aproveitar o Salão do Automóvel para lançar p veículo remodelado ? Assim a marca aproveitaria toda a atenção da mídia especializada brasileira, o que acabou não acontecendo.

Alguns poderão falar que as modificações foram na Grand Caravan e não na Town & Country, que é o modelo vendido no Brasil. Mas são o mesmo carro somente com o nome diferente porque são vendidas por marcas diferentes, mas do mesmo grupo.

Tanto é verdade que até alguns anos atrás o modelo que chegava ao Brasil era a Grand Caravan e não a Town & Country, que é um pouco mais requintada.

Em todo caso vamos voltar ao carro. A suspensão foi rebaixada em 12 mm e as lanternas traseiras ganharam LED. Os motores também foram trocados. Sai de cena as versões 3.3, 3.8 e 4.0 para entrar o propulsor Pentastar 3.6 V6 de 283 cavalos e um câmbio automático de seis velocidades.

As maiores alterações foram no interior. Saem de cena os mostradores com desenho lembrando os carros antigos para entrar os mostradores high tech, que privilegia as telas de LCD. Bem mais vistosos e bonitos.

A modularidade dos bancos, outro ponto forte das Grand Caravan está presente também na versão 2011, mas sem muitas alterações. O preço do modelo 2011 ainda não foi divulgado nos Estados Unidos.

Novo Chevrolet Astra já é flagrado em testes no Brasil

Carro foi flagrado em testes pela revista Quatro Rodas (Foto: Quatro Rodas)

A Chevrolet prepara uma enxurrada de lançamentos para os próximos dois anos. A intenção já declarada da marca é trocar toda a sua linha de carros neste período. Por isso, a marca corre contra o tempo. Um dos carros que já está pronto é a próxima geração do Astra, que alguns chamam de Agile sedã.

Porém, a revista Quatro Rodas traz informações sobre  o novo Astra e segundo as suas fontes o carro deverá ser bem mais que apenas um Agile alongado. O porte deverá ser semelhante ao Astra atual, porém o desenho será inteiramente novo e com a nova cara da família Chevrolet (leia-se frente do Agile).

Projeção feita pelo site Autos Segredos de como será o novo Chevrolet Astra

A plataforma do novo Astra deverá ser a mesma que mais tarde será usada na nova família Zafira/ Meriva, que serão unidas e darão lugar a um novo modelo. A projeção acima mostra que o novo Astra terá linhas simples, sem muitos cortes, porém uma cara bem mais moderna do que vemos pelas ruas.

O novo sedã médio é esperado para 2011, assim como o Chevrolet Cruze, que deverá aposentar de vez a atual geração do Vectra, que não fez o sucesso esperado pela marca.

Peugeot 3008 chega ao Brasil com preços a partir de R$ 79.900

A Peugeot anunciou hoje no Salão do Automóvel de São Paulo o início da comercialização do seu crossover 3008 no Brasil. O preço até que pareceu camarada. Irá começar em R$ 79.900 na versão chamada Allure  e R$ 86.900 na versão Grife, que chega por R$ 86.900, ambas com câmbio automático sequencial de seis marchas.

Por este preço o carro da Peugeot chega bastante completo, com ABS com EBD, air-bag, ar-condicionado digital, rodas de liga leve, faróis de neblina, entre outros equipamentos. O motor será 1.6 turbo, capaz de render bons 156 cavalos de potência. Os carros estarão disponíveis nas redes de concessionárias da marca a partir da segunda quinzena de novembro.

%d blogueiros gostam disto: