Chinês mais caro do Brasil, MG sai por R$ 94.789

Dissemos recentemente que o MG 550 iria chegar no Brasil por cerca de R$ 120 mil. Erramos feio, o carro será vendido por R$ 94.789. Ai sim, agora vou comprar este chinês. Você deve estar pensando.

Calma lá, sabemos que o preço do carro continua salgado. Ainda mais para uma marca que não tem a mínima tradição no país. Mas é bom que você saiba, a MG apesar de ser agora uma marca chinesa, seu espírito vem de um dos mais tradicionais berços dos automóveis. A Inglaterra.

É que a marca entrou em decadência e acabou vendida recentemente para uma companhia chinesa. Porém, como fez questão de me dizer uma atendente da marca neste final de semana, somente a mão de obra é chinesa. Puro preconceito, pensei eu.

Por este preço, o carro até que vem bem equipado. Nada comparado com  o compatriota Cherry Cielo (que vem completíssimo e tem preço de pelado), mas ainda assim o custo benefício é bom.

MG 550 virá de fábrica com teto solar, ar-condicionado de duas zonas, câmera de ré, 6 airbags, rodas aro 17, DVD e sistema de navegação, além de bancos revestidos em couro de camelo (isso mesmo) com ajustes elétricos.

Debaixo do capô o 550 leva um motor 1.8 turboalimentado que gera uma potência de 170 cavalos. Nada demais, mas o câmbio automático sequencial de 5 marchas deverá facilitar um pouco a vida do condutor.

Novo Polo Sedan é flagrado sem disfarces

Traseira ficou sóbria no melhor estilo Bora (Fotos: burllapcars.com)

Um das versões mais aguardadas pelo público, o novo Polo na versão sedã, acaba de dar as caras na internet. A informação é muito bem vinda aqui no Brasil, que pode vir a receber o carro.

As fotos do carro surgiram primeiro em um site polonês e depois ganharam o mundo. Ao que tudo indica elas foram feitas dentro de uma fábrica russa da marca.

Dá para dizer que a traseira foi um pouco decepcionante. Já que não acompanhou a evolução do restante do carro. Tido como moderno e até um pouco ousado para os padrões germânicos da Volks.

Aqui no Brasil, o sedã deverá disputar mercado com o Honda City e o novo Fiesta Sedan. Ambos bem mais ousados na questão de estilo. O carro também irá aposentar de vez o Bora, que ainda é trazido do México.

A frente é igual à do Polo, mas com faróis de apenas uma parábola. O interior é também o mesmo do Polo europeu. Vamos esperar e ver como ele chegará por aqui. Isso só deverá acontecer em 2011.

Comeciais inesquecíveis: Ford Thunderbird

No início dos anos 2000, a Ford resolveu retomar as vendas do seu charmoso esportivo Thunderbird e revolucionou as suas formas. Deu a ele uma cara totalmente retrô. O movimento gerou muitos elogios a marca.

Mas era uma época dificil para a Ford. Atolada em dívidas e com prestígio em baixa com os compradores, a marca se viu com vendas muito baixas para o conversível. Um típico caso de carro certo na hora errada.

O resultado foi que depois de quatro anos de produção o Thunderbird foi morto novamente. Com isso, toda a orginalidade do carro foi perdida. Por sorte, eles fizeram uma propaganda engraçada mostrando um pouco da alma deste esportivo. Confira.

Quem quer um BMW X1 depenado por R$ 114.900?

Ele chegou no Brasil cheio de ser o tal, motor V6 2.8 litros, recheado de equipamentos e até inaugurou um segmento segundo a BMW,  o SAV (esporte atividade veículo, numa tradução livre). Estou falando do X1, ou o mini SUV da BMW.

Agora a marca resolveu trazer ele de volta para a realidade. Tirou uma série de equipamentos e baixou o seu preço final em R$ 60.000, para R$ 114.900.

Como a marca alemã não faz milagre, quem pagou pela descontão foram os equipamentos. Batizada de sdrive18i a nova versão perdeu o teto solar elétrico, os faróis de xenon as borboletas de troca de marcha atrás do volante e é calro o motor. 

Que agora é um 2.0l quatro cilindros capaz de desenvolver 150 cavalos de potência e vai associado a uma transmissão automática Steptronic de seis velocidades. O conjunto faz o modelo alcançar 200 km/h e o leva de 0 a 100 km/ em 10,4 segundos. Desempenho de Vectra e cara da BMW.

Até que enfim um chinês bonito e barato. Ouça o que a gente diz: Você ainda vai ter um na garagem

Nós já tinhamos avisado que este dia iria chegar (não acredita, então relembre). Alguns mais descrentes discordaram e nos chamaram de loucos. Enfim, chegou o dia que você vai levar um chinês para dentro da sua casa. Ele se chamará Chery Cielo.

Perai, antes que sejamos xingados de novo, vou explicar. A Chery acaba de lançar o Cielo em versão sedã e hatch. Na verdade, o carro já está nas concessionárias há algumas semanas e, escutem bem, a procura foi tão grande que o ágio chegou aos R$ 5 mil.

Isso mesmo, tem gente pagando até R$ 5 mil a mais do que o preço de tabela para ter um chinês em casa. Mas o que ele tem de tão especial?

 

Bom podemos começar com alguns dados. Primeiro o preço, só R$ 41.900. O motor é um 1.6 16V capaz de render ótimos 119 cavalos a 6.150 rpm. . Movido a gasolina, ele tem torque máximo de 14,9 kgfm entre 4.300 rpm e 4.500 rpm.

Além disso, os Cielo contam com transmissão manual de cinco velocidades e itens de série como ar-condicionado, direção hidráulica, freios com ABS com EBD, airbag duplo, sensor de estacionamento traseiro, roda de liga leve de 16 polegadas e ainda um rádio/MP3/CD Player com entrada USB. Entendeu porque do ágio?

 

Se você ainda não entendeu saiba que por aqui o Cielo terá 3 anos de garantia. O Cielo três volumes tem comprimento de 4,28 m, largura de 1,79 m e altura de 1,46 m, com entre eixos de 2,55 m.

A versão hatch tem a mesma metragem de entre eixos e largura, mas apresenta comprimento de 4,28 m e altura de 1,46 m. Segundo a fabricante chinesa as duas versões aceleram de zero a 100 km/h em 14 segundos e chegam a velocidade máxima de 170 km/h.

Resta saber da confiabilidade do modelo. Será que ele vai se comportar como um origami? Um último ponto a favor deste chinês, suas linhas são bem bonitas e atuais.

Suzuki tira o estepe do Suzuki Grand Vitara 2010

Pelo jeito a Suzuki ainda vai penar para emplacar algum de seus modelos aqui no Brasil. Também quem mandou sair do país daquele jeito. Praticamente fugiu do país.

Bom, de toda forma ela está tentando se adaptar e agora mostrou o Grand Vitara 2010, que teve o seu visual modificado e com versões de três e cinco portas. Não reparou, o carro perdeu o estepe na porta traseira do veículo.

Agora a placa de identificação do veículo está mais para cima, no lugar onde o estepe ficava. O novo modelo terá também como itens de série um leitor de CD e MP3, bancos aquecidos e um sistema de acesso Keyless (sem chaves).

A versão do Grand Vitara comercializada no Brasil é a V6, com um motor 3.2 V6 a gasolina, com 233 cv de potência. Ainda não existe data confirmada para o início das vendas desse novo modelo.

MG teve que virar chinesa para chegar ao Brasil

 

A MG sempre foi uma das marcas mais aristocráticas da Inglaterra. Uma das únicas que resistiu bravamente a quebradeira ou venda de fabricantes britânicos na década de 90.

Porém nada é eterno e depois de muito lutar, a fabricante se viu na necessidade de se adaptar para não ter que parar de existir. Eis que surge a imponente China e seus bilhões de dólares e arremata a MG.

Com a compra, muda a mentalidade. Se antes a ideia era se manter na tradição e não vender carros fora da Europa, agora a palavra de ordem é expandir.

Ruim para os ingleses, bom para os brasileiros que terão a partir de agosto clássicos MG rodando em nossas ruas esburacadas e sujas.
A montadora SAIC começará a vender o MG 550.

O interior, por exemplo é luxuoso e muitos equipamentos. O motor é 1.8 turbo de 170 cv e o câmbio, automático de cinco velocidades e opção sequencial.

O cliente terá de DVD Player a bancos com ajustes elétricos, passando por teto solar, GPS e câmera traseira. O preço deve ficar na casa dos R$ 120 mil, o equivalente às versões mais baratas do Mercedes-Benz Classe C (180K) e BMW Série 3 (320i).

Vamos ver se este inglês travestido de chinês fará sucesso no mercado brasileiro.

%d blogueiros gostam disto: