Novo Nissan Tiida Sedan é mostrado em NY. Como disse: continua feio

Modelo ganha desenho exclusivo na versão sedãn e passa a ser diferente do hatch (Fotos: Autoblog.com)

Vai entender a cabeça dos japoneses da Nissan. Recentemente a marca mostrou ao mundo a nova geração do Tiida hatch, agora ela confirma a nova geração do Tiida Sedan. Porém neste caso o carro ganhou visual exclusivo diferente do hatch e para desespero dos amantes de carros – uma forma muito estranha que vai dar o que falar.

Tempos atrás recebemos muitas críticas dos donos de Tiida Sedan por falar mal do seu desenho. Na ocasião elogiamos o preço, a mecânica e até o espaço interno do Nissan, porém realmente aquele desenho pesava contra a imagem do sedan.

Pois bem, agora que a Nissan tem a chance de desfazer o engano e mostrar um carro nas bases do bonito Tiida hatch ela erra novamente e acaba por optar por um desenho muito sóbrio e de traços duvidosos.

Por dentro segue a fórmula do exterior, nada de desenhos rebuscados ou engenhocas. Apenas o básico e simples. Para um comprador que é racional e espartano.

Com preço inicial de 10.990 dólares (na China), mil dólares a mais que o hatch, ele é equipado de série com ar condicionado, CD Player com entrada auxiliar, direção elétrica e rodas de 15 polegadas, além do motor 1.6 de 109cv de baixas emissões, que é oferecido com câmbio manual de 5 marchas ou Xtronic CVT. Ou seja bem equipado e com bom preço ele é. Pena que a Nissan deixou o design de fora.

Sei que vamos receber críticas novamente. Por sorte este é um lugar democrático em que todas as opiniões podem ser expostas. A verdade é que para nós este desenho é muito feio. Confira abaixo a versão hatch do novo Tiida. Este sim foi feito para ser bonito aos olhos.

Anúncios

Tiida sedan: o próximo fracasso da Nissan no BR

Tem coisas que são difíceis de entender. A Nissan, por exemplo. É uma marca mundial, que tem por trás a confiabilidade dos carros japoneses e mesmo assim patina feio no Brasil. Ao contrário de Toyota e Honda.

Entenda o por quê. A Nissan trouxe o Tiida, que apesar de ser um carro com boa mecânica, amplo espaço interno e preço camarada, vende bem menos que um Hyundai i30, por exemplo, bem mais caro e de uma marca menos conhecida.

Um dos motivos é a cara de tonto do carro. Sem personalidade ou apelo. É difícil saber até quem é o comprador deste carro. Homem, mulher, casado, moleque…. ninguém sabe. Talvez os mais racionais, suspeito.

Agora, a Nissan volta com mais uma surpresa. O Nissan Tiida Sedan. Que já foi mostrado por aqui como Dodge Trazo há dois anos. Naquela época, a Chrysler suspendeu a importação do carro justamente porque ninguém achou graça. Imagina agora, dois anos depois.

O marca deve achar que o mercado nacional está em expansão e por isso cabe ter a venda de mais um sedan. Ainda mais pelo preço de R$ 44.500. Com esse valor, o carro concorre com Polo sedan e Fiat Siena.

Os pontos positivos ajudam o carro. Primeiro o preço, segundo o bom motor 1.8 16v flex, terceiro, pela garantia de três anos. O espaço interno é igual ao Tiida, o que é um elogio. Já o porta-malas cresceu (mais um ponto para o carro). Mas então por que nós achamos que será um fracasso?

Por um único motivo. O brasileiro não é racional na hora da compra (ao contrário dos taxistas e das empresas). E convenhamos, o Tiida sedan consegue ser mais tonto que o Tiida hatch.

E você o que acha?

Nissan tira Pathfinder, X-Trail e Murano do mercado

Alguns anos atrás, o utilitário Pathfinder rivalizava com o Jeep Cherokee no imaginário de milhares de adolescentes brasileiros como carro de desejo. Muitos marmanjos e jogadores de futebol com direito suficiente para ter um faziam questão de desfilar com os seus brutamontes pelas ruas.

A Nissan era vista como uma marca desejada e cobiçada por causa do seu Pathfinder. Eis que chegam os anos 2000, mudanças no câmbio, taxação maior sobre os importados e tanto Pathfinder quanto Cherokee deixam de ser carros tão acessiveis.

O tempo tratou de deixá-los escassos nas ruas. Tanto Jeep quanto Nissan também mudaram de foco. A primeira se associou com a Mercedes-Benz, a segunda passou a apostar em Tiida, Sentra e Livina.

O resultado disso é que a Nissan anuncia agora que não vai mais trazer para o Brasil a Pathfinder. Além dela o crossover Murano e o X-Trail. Estes dois últimos eu não vejo nas ruas há muito tempo. 

O motivo não foi revelado. Nem precisava. O Pathfinder vendeu 140 unidades nos seis primeiros meses de 2010, e apenas uma em junho.

O X-Trail, por sua vez, vendeu 133 unidades entre janeiro e junho ao preço de R$ 85.750, cada ,sendo que no último mês foram comercializadas apenas 5 unidades. Já o Murano teve apenas 15 unidades vendidas em todo o ano de 2010 (R$ 134.271).

O Pathfinder, na variante SE 4.0 V6 de 266 cv, tinha preço a partir de R$ 114.854. Bem mais barato que Toyota Hilux e Ford Edge, por exemplo.

O que Nissan/Dacia e Lada tem em comum? o Logan

A Renault faz uma devassa com o Logan sem medo de ser feliz. Primeiro, que o Logan pertence a Dacia. Foi desenvolvido e fabricado por ela. Ai, veio a Renault no Brasil e colocou o símbolo dela.

Agora, a Nissan, que também pertence ao grupo, vai começar a vender o Logan com o seu símbolo e na Rússia. Não é louco isso. E tem mais. Quem vai fabricar o Logan da Nissan é a Lada. Isso mesmo, a fabricante do jipe Niva, que por um tempo foi vendido no Brasil.

E que agora está sob responsabilidade da Renault na Russia. Aliás, dizem as más linguas que a Renault se deu mau ao assumir o controle da combalida Lada. Já que agora tem a obrigação de vender carros na Russia, mesmo tendo prejuízo.

Nissan Livina ganha mais uma versão, a S

Em mais uma tentativa de aumentar as vendas da sua minivan Livina, a Nissan acaba de criar mais uma versão para o carro. É a S, que vem com bons pacote de equipamentos.

O novo pacote é oferecido tanto para a Livina, quanto para a Grand Livina e a Livina X-Gear (versão aventureira), sendo que nas duas últimas variações tornou-se o pacote de entrada.

O carro chega com airbag para o passageiro, travamento e destravamento das portas por controle remoto, rádio com MP3 com entrada auxiliar e rodas de liga leve de 15 polegadas.

Consideravelmente bem equipada desde a sua versão de entrada (incluindo direção elétrica, vidros, travas e retrovisores elétricos, ar-condicionado e airbag para o motorista), a Livina 1.6 2010 ganhou ainda o controle das travas por controle remoto.

As versões topo de linha SL (tanto 1.6 quanto 1.8) passaram a contar com revestimento dos bancos e painéis das portas em couro. Os preços de tabela para a versão S são: Livina S 1.6 MT: R$ 48.690, Livina S 1.8 AT: R$ 52.690, Livina X-Gear S 1.6 MT: R$ 51.700, Grand Livina S 1.8 MT: R$ 58.890, Grand Livina S 1.8 AT: R$ 63.890.

Confira a primeira imagem do novo Nissan Quest

A Nissan resolveu dar água da boca dos fãs da sua minivan esportiva Quest e disponibilizou um teaser da nova geração do veículo. Há vários anos atrás quando várias chegaram ao Brasil o que mais chamou a atenção foi o seu desenho. Muito moderno e esportivo para a época.

O tempo tratou de deixar o carro mais comportado e, por isso, sem graça.  Nesta nova geraçåo chama a atenção a frente do modelo meio parecida com a de um SUV. Será que a Nissan transformou o carro num crossover.

Isso ainda é cedo para dizer teremos que esperar mais algumas semanas para descobrir. Por enquanto só o gostinho na boca.

Novo Nissan Micra virá para o Brasil em 2012

Pequeno hatch será a aposta da Nissan para aumentar suas vendas

O carro é pequeno, são apenas 3,78m de comprimento, porém a pretensão do novo Nissan Micra é imensa. Mostrado oficialmente esta semana no Salão de Genebra, o compacto da marca japonesa deve ser vendido em nada menos que 150 países.

Entre eles o Brasil, onde o carro deve chegar em meados de 2012. E tenho que dizer, o desenho do carro não agradou muito não. Ele me pareceu estranho, muito redondo, sem uma pegada ou personalidade marcante. Espero que sejam as fotos que não contribuem.

Dá para dizer que ele é divertido, isso é verdade. Os grandes faróis ovalados chamam a atenção, assim como a ampla entrada de ar no para-choque.

Na Europa, o Micra duas opções de motor: um propulsor de 1.2l e três cilindros, capaz de gerar bons 80 cavalos. E uma versão mais hard, que vem turbinada e com injeção direta de combustível do mesmo motor. Neste caso, com 98 cv. Não parece muito, mas em um carro pequeno pode ser interessante.

Ambas os motores terão a opção de um câmbio manual de cinco marchas ou a conhecida transmissão CVT (continuamente variável).

Entre os mimos do carro, o novo Micra terá um inédito sistema que ajuda o motorista a escolher que tipo de condução é melhor para a sua necessidade. O carro também poderá receber teto solar panorâmcio e sistema de navegação com tela touch-screen no painel.

No Brasil, o carro será fabricado no Paraná, na planta da Nissan/ Renault em São José dos Pinhais.

%d blogueiros gostam disto: