TRISTEZA: ACABA A ERA DO DODGE VIPER

Um exemplar do Viper deixa a linha de montagem da Dodge

Lembro bem quando o Dodge Viper chegou ao mercado. Acompanhei pelas revistas especializadas a euforia causada por aquel capô gigante e traseira curta. O ano era de 1992.

Ele chegava para substituir o Shelby Cobra. E chegava com credenciais de peso para isso. Este muscle car vinha equipado com um motor 8.0 V10. Claro que os tempos eram outros, ninguém falava em emissões de poluentes.

Mesmo com toda a crise, o Viper se manteve fiel ao seu propôsito. O de gerar emoção. Após modificações a última versão, de 2008, tem motor 8.4 V10 que gera 608 cavalos de potência e torque de 75,8 kgfm. Ele atinge a velocidade máxima de 325 km/h e é equipado com câmbio manual de seis marchas.

Acontece que o Viper não entrou nos planos da Fiat pelo baixo volume de vendas. A última unidade foi entregue à colecionadora texana D’Ann Rauh, que já possui, com seu marido, mais de 40 unidades do modelo.

Tristeza.

Anúncios

One Response to TRISTEZA: ACABA A ERA DO DODGE VIPER

  1. Roberto Ribeiro says:

    Seguramente este carro marcou historia, vai deixar uma lacuna em seu segimento automotivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: